SBRATE

Quero me associar
Esqueci minha senha

Casos Clínicos

19. Lesão no Tríceps

Clique para ampliar

MZ, 42 anos, masculino, praticamente de musculação 4x semana


ID: MZ, 42 anos, masculino, praticamente de musculação 4x semana

QD: Queixa de dor posterior no braço direito há 5 dias

HPMA: Refere que há 5 dias havia sentido um estalo e dor na região posterior distal do braço D. Procurou atendimento no qual foi informado que se tratava apenas de uma “tendinite”, mas devido ao hematoma local e dificuldades para movimentar o braço procurou auxílio medico

AP:
- Ruptura do músculo peitoral maior há 8 anos
- Ruptura do bíceps distal há 5 anos
- Ruptura do quadríceps há 3 anos



IC: NDN

ex. físico:
- Dor
- edema
- Limitação funcional (deficit na extensão do cotovelo)
- Hematoma
- Gap no tendão do tríceps



Radiografia





USG




Ultrassonografia do cotovelo esquerdo

- Tendão comum dos flexores apresentando espessura, contornos e ecotextura preservadas
- Tendão comum dos extensores com aspecto ecográfico habitual
- Tendão do tríceps braquial hipoecogêncio e levemente espessado em seu segmento justasensorial, detonando tendinopatia, alem de calcificação associada de 0,7 cm. Não há sinais de roturas. Bursa olecraniana normoespessada
- Tendão de bíceps distal apresentando espessura, contornos e arranjos fibrilar preservados

Ressonância magnetica



Tratamento cirúrgico





Radiografia



Pós-operatório



exame físico



Material e Metodo:
- estudo retrospectivo – serie de casos
- Foram avaliados 09 pacientes, todos atletas, sexo masculino, submetidos a tratamento cirúrgico entre 2005 e 2011
- Idade: 25 - 46 (media 35,4)
- Seguimento pós-operatório:18-84 (media 31 meses)
- 3 pacientes apresentaram ruptura tendinosas incluindo bíceps, grande dorsal e peitoral maior

Resultados
Quadro clínico:
- Dor, equimose e dificuldade de extensão ativa (100%)
- Teste de Thompson modificado (Haglund) positivo

Mecanismo de lesão:
- 5 traumático (55,5%)
- 4 não traumático (44,5%)

Uso de esteroide anabolizante:
- 5 pacientes (100% do grupo não traumático)





Radiologia:
- 4 com alteração no olecrano (50% traumático)

Tratamento cirúrgico:
- Todos com retorno pleno à atividade física
- 6 pacientes com reparo com âncora e 3 por reparo transósseo
- Amplitude de movimento reestabelecida
- Sem deficit de força





Discussão:

- Tarney et al (8/15) e Levy et al(13/16) - ruptura pelo mecanismo não traumático
Tarsney FF et al. Clin Orthop Relat Res 1972;.
Levy M, Fishel Re, Stern GM: . J Trauma 1978;


- Laseter et al já descreveram a associação com uso de esteroides anabolizantes Holder et al evidenciaram excelentes resultados com tratamento cirúrgico.

- Holder SF, Grana WA. Complete triceps tendon avulsion. Orthopedics. 1986; 9:1581-2.

Carlos Vicente Andreoli
Benno ejnisman
Alberto Pochini



Comentários