SBRATE

Quero me associar
Esqueci minha senha

Notícias

Análise do Dr. Rodrigo Lasmar sobre a lesão do jogador Daniel Alves

Rodrigo Lasmar, vice-presidente da SBRATE (Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte) e membro titular da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia) e médico da Seleção Brasileira de Futebol aproveitará sua viagem à Paris, que já estava programada para avaliar a recuperação de Neymar, para examinar o jogador Daniel Alves.


O jogador do Paris Saint Germain, Daniel Alves sofreu uma lesão no joelho direito no final da Copa da França, entre Paris Saint-Germain e os Les Herbiers. Após exames realizados na quarta-feira (9), foi constatada uma possível lesão no ligamento cruzado anterior. Segundo informações oficiais do clube francês, os exames mostraram comprometimento do ligamento cruzado anterior. É precoce ainda a informação precisa quanto ao tempo de recuperação, pois a análise deverá definir quanto ao tratamento, que pode também ser cirúrgico.


Entenda sobre a lesão ligamentar do joelho:

O que é?

Existem quatro principais ligamentos no joelho: os cruzados anterior (LCA) e posterior (LCP) e os colaterais medial (LCM) e lateral (LCL). A ruptura de um ou mais desses ligamentos pode deixar o joelho instável, além de dores e inchaço.


Quando acontece?

A lesão do ligamento cruzado anterior é uma das principais lesões nos esportes, pois geralmente ocorre quando o pé está fixo no solo e a perna é rodada com o corpo, gerando uma reação junto ao joelho. Movimento comum em atividades esportivas como futebol, basquetebol e esqui.


Quando operar?

Quando diagnosticada a lesão completa do ligamento cruzado anterior, geralmente o tratamento cirúrgico é indicado; buscando com isso estabilizar a estrutura articular do joelho comprometido, principalmente em atletas profissionais.


Tempo de recuperação?

O tempo de recuperação, quando o paciente é submetido a tratamento cirúrgico varia conforme diversos fatores, porém é sabido que existem prazos sugeridos para que haja um integração e viabilidade do neo ligamento reconstruído, que varia geralmente entre 6 a 12 meses, dependendo da técnica cirúrgica, escolha do enxerto, recuperação e aspectos pessoais do paciente.


Como evitar

Medidas preventivas de estabilização articular como trabalhos realizados de fisioterapia e condicionamento físico, sob supervisão médica do profissional da área de saúde no Esporte.


Fábio Krebs
Presidente da SBRATE e Membro Titular da SBOT


Foto - crédito: Damiem Meyer - AFP