SBRATE

Quero me associar
Esqueci minha senha

Dicas

A hipotermia e a corrida

A prática de corridas ao ar livre nem sempre acontece nas condições climáticas ideais. Quantas vezes completamos uma corrida debaixo de chuva ou em baixas temperaturas? As adversidades do clima, como baixas temperaturas, as chuvas, os ventos e a neve podem exigir muito da nossa fisiologia durante o esforço.

A hipotermia e uma condição clínica caracterizada pela temperatura central do corpo inferior a 35C. Na hipotermia, a perda de calor excede a produção de calor. São mais frequentes em climas frios, mas tambem podem ser encontradas nos climas quentes, sobretudo em pessoas imersas por tempo prolongado em água com temperaturas entre 20 e 24C. Podemos classificar a hipotermia quanto à gravidade em três tipos: leve, moderada e grave.

Hipotermia leve: abrange temperaturas corporais entre 35 e 33C e se manifesta pela sensação de frio (resfriamento da pele), aparecimento de calafrios (tremores), espasmos musculares (cãibras) e cianose de extremidades (arroxeadas).

Hipotermia moderada: abrange temperaturas corporais entre 33 e 30C e se manifesta pelo desaparecimento dos tremores (temperaturas inferiores a 31C), letargia e sonolência, distúrbios de consciência (perda da atenção, memória e fala).

Hipotermia grave: Todas as funções fisiológicas tornam-se mais lentas (sistemas respiratório, cardiovascular, nervoso). Abrange temperaturas corporais inferiores a 30C e se manifesta pela imobilidade do paciente, diminuição da frequência cardíaca (bradicardia), dilatação das pupilas, inconsciência, coma, podendo levar à morte.

A pessoa com sinais e sintomas de hipotermia necessita de auxílio e atendimento medico. Medidas urgentes podem ser tomadas, como a remoção de roupas úmidas, enrolar o paciente em cobertores (cobrir todas as partes do corpo inclusive a cabeça), ingerir bebidas aquecidas, utilização de almofadas termicas e permanecer em ambientes com ar quente.

A hipotermia grave deve ser tratada preferencialmente em ambiente hospitalar e são realizadas correções dos distúrbios do metabolismo e tecnicas de reaquecimento ativo.

A progressão da hipotermia sem o diagnóstico ou tratamento adequados pode levar à situações graves e irreversíveis.

Fique atento às condições climáticas e bons treinos!

Dr. Cristiano Frota de Souza Laurin
Mestre e especialista em Cirurgia do Joelho e Artroscopia pela UNIFeSP

Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do esporte (SBRATE)
Diretor Medico da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT)
Ortopedista do Clube de Atletismo BM&F/BOVeSPA